Casamento da Anamaria e do Lú

segunda-feira, 11 de fevereiro de 2008


O segundo casamento foi da Anamaria e do Luiz. A Ana foi a primeira noiva a fechar comigo. Eu sempre digo que ela foi o meu amuleto do sorte. Ela é uma pessoa muito especial... Em todos os momentos ela mostrava que estava feliz com o meu trabalho, me incentivava e isso me dava uma segurança danada! Acho que somos parecidas no jeitinho de pensar, de encarar a vida... Em como damos importância ao casamento, à família. Por tudo isso, foi muito legal e importante ter ela como noivinha. Hoje somos amigas! E o Lú não fica atrás! Ele foi um noivo participativo e animado. Nossas reuniões eram sempre muito divertidas.

No dia do casamento eu acordei bem cedinho. Já tinha deixado tudo arrumadinho de um dia para o outro. Chegamos cedo na igreja e na hora que entrei na Santa Ignêz senti uma energia muito boa. Fiquei arrepiada! Ajudamos um pouquinho na arrumação e ficou tudo muito bonito.

O dia estava lindo, com o céu limpinho sem nuvem alguma. Fazia um calor suportável e os convidados iam chegando aos poucos. Engraçado, em casamentos na parte da manhã as pessoas pouco se atrasam. Os padrinhos chegaram na hora certinha! Só uma pessoa não chegava: o padre!

O sobrinho dela, uma fofura, corria de um lado pro outro e pouco antes dela chegar ele começou a chorar e disse pra mãe: "mãe, eu não quero casar!!!" Muito lindinho! Acredito que o atraso do padre tenha feito o pobrezinho ficar cansado, uma peninha! Ele acabou não entrando...

Pouco depois o padre finalmente chegou. Contou que tinha ficado preso no trânsito. Organizei o cortejo (mais uma vez deu frio na barriga) e a cerimônia começou. As músicas eram lindas, o que tornou a cerimônia ainda mais emocionante. O cortejo entrou e fechamos a porta. Corremos para buscar a Ana no carro. Ela estava linda!!! Nessa hora tive que me controlar para não chorar. Usei o truque da língua no céu da boca e o choro sumiu :) Tiramos ela do carro, arrumamos o véu, o buque e a ajudamos a parar na frente da porta. Ela estava com uma carinha tão feliz, dava pra sentir! Nessa hora eu revivi o meu casamento e não deu pra segurar as lágrimas... Esse momento não dá para descrever e eu confesso que é o que eu mais me emociono.

Noiva na porta de braço dado com o irmão, véu arrumado e então passamos o sinal pelo rádio para que a música começasse. Abrimos a porta lentamente e ela foi entrando... linda, serena e feliz! A cerimônia foi muito emocionante! Um pouquinho antes de acabar entregamos saquinhos de arroz para as amigas e a saída deles foi o máximo! Uma chuva de arroz pra ninguém botar defeito!

O trabalho começava todo de novo! Era hora das fotos com padrinhos e familiares. O fato da festa ser no mesmo local da cerimônia facilitou e muito para que tudo fosse mais rápido. Depois das fotos servimos um lanchinho para os noivos, prendemos a cauda da noiva, tiramos o véu. E então eles entraram na festa e se divertiram muito!!! Como estava calor e ela grávida fiquei o tempo todo de babá ;) dando água, suco, água de coco. A festa passou bem rápido, uma pena! Mesmo sem música os convidados continuaram dançando!

No final, eu, Mari e Camila tivemos a mesma sensação: que o amor deles é muito grande e que eles serão muito felizes! E aquela energia tinha contagiado a gente. Voltei pra casa SUPER feliz!!!