Casamento da Raquell e do Fabio

terça-feira, 12 de fevereiro de 2008



O sonho dela era casar na Colombo! A idéia era fazer tudo de época: convites, trajes, a decoração, etc. Fui ficando fascinada com as idéias dela, Percebi que o casamento da Raquell seria um desafio, um fantástico desafio! Foram váriasssss reuniões na Colombo e em todas a Raquell tinha uma nova idéia. Ela era muito criativa!

No dia do casamento eu estava uma pilha!!! Sai de casa mentalizando que daria tudo certo! Tinham 540 pessoas confirmadas! Sim, a lista deles cresceu muito na última semana. Trabalhei com uma equipe de 6 meninas e nós não paramos um minuto sequer!!! Os convidados iam chegando e subindo para o segundo andar. Até que chegou uma hora que o segurança falou que tinham entrado 570 pessoas! E a cerimônia nem tinha começado!

Organizei o cortejo, que era super diferente: Começava com os pais da noiva, os do noivo, padrinhos, 6 damas, 2 pajens e por último 6 amigas da noiva, as demoiselles. Todos estavam posicionados no altar e então corri lá para fora para ajudar na entrada dos noivos que vieram em uma carruagem. A Raquell estava radiante! O vestido era bem diferente e no lugar do buque ela carregava um leque. A cerimônia foi super animada. Primeiro com uma juíza de paz e depois uma cerimônia cabalista.

Quando acabou a cerimônia eles sairam e foram direto pro bolo. Depois ficaram curtindo a festa. E como ela curtiu! Trocou de roupa 3 vezes! Tava que nem pinto no lixo de tão feliz! Na festa tinha um camarim de fotos divertidas com roupas de época. Ah! a noiva mandou fazer um programa de tudo que aconteceria no casamento e criou junto com um designer uma logomarca do casamento. E sugeri para os brindes máscaras venezianas. Ficou bacana :)

A festa foi até às 5:00 da manhã! No final da festa eu estava conversando com a Lú da Colombo e ela chegou perto da gente e disse: "Sabe quando você tem um sonho, consegue realizar e tudo sai exatamente do jeitinho que você imaginou? Estou muito feliz, obrigada por tudo" E então ela deu um abraço em nós duas e foi bom demais ouvir aquilo tudo... Fez um bem danado e ficou uma sensação de dever cumprido!!! Voltei pra casa numa vibe maravilhosa!!!