Casamento da Débora e do Roberto

domingo, 1 de novembro de 2009


A minha primeira reunião com a Débora foi tão boa, mas tão boa, que a sensação era que eu já conhecia ela há anos! Vocês já passaram por isso? Falamos sobre vários assuntos e claro que o principal era o casamento :) Ela sonhava muito com esse dia e me contou exatamente como queria que acontecesse. Fui embora torcendo pra ela ligar no dia seguinte. Ela não ligou e fiquei arrasada pensando que tinha perdido uma noivinha tão especial :( Depois de uma mês ela enviou um e-mail. Fiquei tão feliz!!! Marcamos mais uma reunião, dessa vez para conhecer o noivo. Foi ótimo e que deu tudo certo! Vivaaaa!



Formamos uma duplinha bacana! Nos encontrávamos mensalmente em um restaurante delicioso bem pertinho do consultório dela. A Débora estava eufórica vendo o casamento ser preparado do jeito que ela sonhava e eu vibrava com a alegria da minha noivinha tão querida! O Roberto fez questão de participar de tudo! Acho muito legal quando o noivo se envolve nos preparativos do casamento. O casamento é do casal e não só da noiva, não é verdade? Ele escolheu as doceiras, o bolo e muitos outros detalhes do casamento :)



O dia do casamento foi um dia muito especial... Fiz uma visitinha pra ela no copa e fui presenteada com um tsuru e um cartão que dizia: "Obrigada por ter sido um presente na minha vida desde o primeiro dia" Nos duas nos emocionamos muito! Dei um abraço apertado na minha querida noiva agradecendo por tanto carinho. Foi muito especial!

Na igreja estavam todos muito felizes! O Roberto foi o primeiro a chegar e ficou recebendo todos os convidados. O tempo foi passando e estava na hora de começar a cerimônia. Comecei a montar o cortejo e o Roberto veio até onde eu estava, pálido e super nervoso. Perguntei o que estava acontecendo e ele contou que tinha esquecido as alianças em casa!!! Tadinho, ele não conseguia disfarçar o nervosismo e por alguns instantes achei que ele fosse desmaiar. Pensei em mandar alguém até lá, mas ele não sabia onde tinha colocado. Para ele ir até a Barra seria demorado demais. A solução foi pegar as alianças do irmão e da cunhada. O maior medo dele era que a aliança não coubesse no dedo da Débora. Falei que Deus nos ajudaria e que tudo daria certo. Ele ficou mais calmo e eu fiquei com a tarefa de contar para a noiva na porta da igreja! Ele não queria que ela ficasse chateada com ele justamente no dia mais importante da vida deles!



O cortejo já estava formado e a Débora já tinha chegado. Todos entraram com calma, inclusive o Roberto que já estava confiante que tudo daria certo. O carro da noiva foi chegando pertinho. Ela estava linda, parecendo uma estrela de oscar! O vestido estava um espetáculo!!!!!!!!! Todo em zibeline de seda pura e na parte de trás um laço lindíssimo. Na porta ela tirou muitas fotos e depois de arrumar a cauda e estar com tudo pronto, segurei as mãos dela e falei para ela não ficar surpresa na hora da troca das alianças. Ela arregalou os olhos e disse: "O que aconteceu com as alianças" Eu, com o coração acelerado, olhei pra ela e disse que o noivo tinha esquecido em casa (eu e roberto combinamos de falar a verdade). Ela ameaçou chorar e ficar chateada, mas na mesma hora eu a abracei e disse que ele não tinha tido culpa e que ela se casaria com as alianças dos cunhados, que são pessoas felizes e que traria sorte. Foi a primeira vez que passei por essa situação. Meu coração ficou apertadinho e meu medo era ela começar a chorar na porta da igreja. Ao mesmo tempo, eu não podia deixar que ela percebesse as alianças trocadas justamente na hora mais emocionante do casamento. E o Roberto, tadinho. Ele já estava se sentindo tão mal com a situação... Tive que ser sincera e foi a melhor coisa que fiz. Consegui acalmar a noiva e ainda dizer que depois ela teria uma história engraçada pra contar e que todo casamento tem que ter uma história engraçada. Deu certo, respirei aliviada e vi que a noiva não tinha ficado triste.

Estava na hora de casar! Todos estavam esperando por ela e o mais ansioso, sem dúvida, era o Roberto. Quando a porta abriu, a Débora entrou lentamente com a oração mais linda de todas, a ave maria. O Roberto ficou imóvel! O tempo parecia ter parado por instantes... Foi lindo presenciar tudo :) A Débora estava muito emocionada... Os olhares estavam fixos um no outro. Ai, ai, ai quanto amor!

A cerimônia foi muito emocionante. A Débora ficou com um lencinho na mão o tempo todo! Noiva que sonha a vida toda com o casamento é assim mesmo! Demora pra acreditar que é verdade :) A hora das alianças se aproximava e eu via que o Roberto estava ficando tenso. Acreditei em todos os momentos que daria certo. E deuuuuuuuuuuuuuuu!!! Deus é muito bom! A aliança coube direitinho no dedo da Débora e a partir dai o Roberto sorria sem parar de felicidade.

Na festa os dois acharam a maior graça de tudo que aconteceu... Estava na hora de curtir! Os dois entraram no salão e foram para o bolo. O agradecimento foi ao microfone e a Débora fez um lindo discurso que deixou todo mundo emocionado, foi muito bacana! Depois, ao som de Dream a little dream of me os dois fizeram a primeira dança e arrasaram!!! Nossa, que lindo vê-los dançando! Eta casal apaixonado :)

O clima da festa foi muito bom! A decoração estava perfeita! A Banda era empolgante, o que fez todo mundo dançar sem parar e os noivos curtiram muito!!! No final da festa ainda teve um baile de máscaras que foi super original! Foi uma festa e tanto!!!

Agora fica a saudade desse casal tão bacana!

Queridos, felicidades eternas pra vocês!

Um beijo,
Manú

OBS: São 01:07 da manhã e depois de escrever esse post fui checar meus e-mails e pra minha alegria e surpresa tinha um e-mail da Débora. Vejam que fofa que ela é! Se não dá vontade de carregar no colo!!! Precisava compatilhar com vocês e guardar aqui no blog para que no futuro eu possa ler e me emocionar novamente :)

"Manu, minha Manú. O que dizer de você? Simplesmente você foi maravilhosa! Meu pai ficou impressionado com a sua desenvoltura para resolver o imprevisto das alianças, elogiou muito vc, aliás todos elogiaram muito vc. Sua educação, delicadeza e competência. Minhas primas já estavam íntimas de vc, nas conversas depois da festa falavam de vc com uma intimidade e sempre te chamando de Manú...- a Manú isto, a Manú aquilo...um festival de elogios. Fiquei toda orgulhosa. Fantástico foi ter vc ao meu lado em todos os momentos, a sua empolgação, sua alegria, sua leveza , a segurança que senti em todos os momentos... As suas assistentes foram uns doces, muito solícitas e gentis, me auxiliaram muito bem, me deram bastante água. Só olhava pra ela e fazia um gesto e ela prontamente me atendia. Não imagino como seria a festa, a cerimônia, os preparativos , etc, sem você, não teria a metade da graça.

Escreveria muito mais, mas ainda preciso arrumar a mala para viajar amanhã.... Mas tenha certeza que o meu amor por vc continuará e lhe serei eternamente grata! Sempre que me lembrar da minha impecável festa de casamento, ganharei de brinde a adorável lembrança de você!

Que Deus te abençoe imensamente por todo sempre! Eu e Roberto estamos muito felizes e gratos à você por absolutamente tudo.

Mil beijocas pra minha Manú!
Sua eterna noivinha Débora."