Casamento da Carla e do Tomás

terça-feira, 7 de dezembro de 2010



O casamento da Carlinha e do Tomás foi muito emocionante! De arrepiar!!!

Na primeira reunião senti que ela seria uma noiva muito especial! O papo foi tão bom que ficamos horas conversando e nem sentimos o tempo passar. O que achei mais fofo foi quando ela disse que queria muito que eu fosse a cerimonialista dela, pois admirava meu trabalho. Fiquei toda feliz, claro! Tem começo melhor que esse? Receber carinho das noivas é bom demais! Não tem preço!

Os preparativos do casamento foram acontecendo e por mais independente que a Carlinha fosse, ela sempre mandava um e-mail ou me telefonava antes de contratar um fornecedor. Para ela, era extremamente importante ter profissionais sérios e principalmente empolgados. Não tem nada no mund0 que deixe uma ceirmonialista mais feliz do que essa confiança da noiva!

Nossos encontros eram sempre muito animados. A Carla é super alto astral e vibrava com o casamento se aproximando! O tempo passou depressa e meses antes do grande dia ela me contou que o pai estava doente. Conversamos bastante e desejei que tudo ficasse bem.

Na semana do casamento uma inesperada e triste notícia: o pai da Carlinha tinha falecido. Nossa, foi muito triste! Fiquei muito comovida e chorei quando ela me contou. Na mesma hora pedi a Deus que desse muita força pra ela. E ele deu, viu! A Carlinha se mostrou uma fortaleza! Ela colocou na cabeça que tudo seria uma grande homenagem para o pai.

O dia do casamento estava lindo! Um sol daqueles! Chegamos na igreja e estava terminando a missa. Algum tempo depois, a igreja estava lotada!!! Padrinhos, amigos e claro: o noivo! Tomás é uma simpatia! Ele chegou todo animado e feliz. Andava pra lá e pra cá, cumprimentando todo mundo. O clima estava muito bom!

Formei o cortejo, que incluia os avós dos noivos (acho lindo colocar avós no cortejo!) e ficamos preparados para a chegada da Carla. Ela chegou e parou a rua Visconde de Pirajá! As pessoas acenavam, mandavam beijos e tinha até gente tirando foto. Eu acho um BARATO esse fascínio que uma noiva causa. Ela estava linda! Sorria e respondia com carinho os desejos de boa sorte que ouvia. Paramos perto da porta e sentia que ela já estava emocionada. Segurei minhas lágrimas o máximo que consegui. Me coloquei no lugar dela e consegui imaginar a mistura de sentimentos que ela devia estava sentindo...

Estava tudo pronto! Tinha chegado a hora de ir ao encontro do Tomás. Abrimos a porta e lá foi ela com o maior sorriso do mundo! Ele esperava por ela todo feliz! E o momento do encontro dos noivos no altar é sempre muito legal! Os olhares se cruzam, depois os sorrisos... É tanto amor!

O casamento foi celebrado pelo padre Omar. Nossa, que casamento lindo!!! Os noivos estavam muito felizes e sorriam o tempo todo. A Carlinha de vez em quando olhava para cima e sorria... O pai dela, tão querido, com certeza estava ali todo orgulhoso abençoando o casamento deles. O momento mais emocionante foi o pai nosso. Todos deram as mãos e cantaram juntos. Fico arrepiada só de lembrar! No meio de tantas emoções o padre Omar ainda fez muita gente dar risada quando desejou que todos encontrassem um grande amor, principalmente os encalhados. O padre Omar é um barato!

A cerimônia foi chegando ao fim e estava na hora de comemorar! Abaixo segue o relato da festa feito pela minha irmã - Camila Missura - que além de decorar o casamento, coordenou a festa.

"A festa da Carla estava só começando, mas já dava pra sentir que seria uma noite muito animada! Os convidados estavam tão felizes que nem bem os noivos entraram, todos correram pra mesa do bolo para bater palmas e dançar ao som de "Love generation".

A Carlinha fez um discurso lindo ao agradecer a presença de todos. Ela falou da perda do pai e todos ficaram emocionados. Mas ela fez questão de dizer que era uma noite de festa, uma noite feliz! E que seu pai devia estar muito orgulhoso por ela ter se casado com o Tomás. Os convidados aplaudiam muito e dava pra ver que muitos choravam emocionados.

A festa foi muito intensa e empolgante! A pista não ficou vazia um minuto sequer, principalmente na hora da bateria de escola de samba."

Carlinha e Tomás - Sejam sempre muito felizes! Vou sentir muitas saudades :-(

Beijos,

Manú